sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Apresentação

A idéia de se criar esse espaço a fim de falar do rios soteropolitano, e mais do que isso, de alerta a gradual destruição por qual passam, começou, por mais paradoxal  que isso seja, durante minhas andanças durante a coleta d dados para o Censo 2010, realizado pelo IBGE a cada 10 anos. Eu como recenseador tinha que percorrer áreas que nem segue tinha ouvido falar para poder realizar entrevistas com os moradores das áreas sobre minha responsabilidade.
Foi durante essas andanças no bairro de Jardim Nova Esperança. Periferia de Salvador, que me deparei com o Rio  Jaguaribe, até então não sabia de que rio se tratava. A força com que as suas águas corriam e a beleza de suas curvas me encantou. Decidir então indagar a alguns moradores se eles sabiam o nome do rio e de onde vinha e para onde ia, qual minha surpresa em constatar que nenhum dos moradores sabiam informar de que rio se tratava, muito menos o caminho que percorria. Foi então esse o momento que me decidir em buscar informações a respeito do até então desconhecido rio.
Grande foi minha surpresa ao lembra que o meu primeiro percurso, em Pau da Lima, também possuía um rio, e o pior, esse rio é meu vizinho e eu não sabia o seu nome ou qualquer informação sobre ele, ao contrario, acreditava se tratar de um esgoto qualquer a corre a seu aberto. Pois bem, esse rio se trata do  Rio Pituaçu,  cuja parte mais conhecida é o Parque Metropolitano de Pituaçu, um dos raros parques ecológicos urbanos do Brasil.
A falta de informações a acerca do rios de Salvador  por parte da população é altíssima, quase todo mundo não sabem que existem rios na cidade, apenas ajam que são esgotos que precisam ser eliminados pelo poder publico.
De fato o rios de Salvador possuem mais uma aparência de esgotos a seu abertos do que propriamente de rios, isso é culpa de décadas de crescimento desordenado da cidade, que alem da destruição da mata atlântica trouxe poluição aos nossos rios ou pelo menos aqueles que resistiram a destruição. A população desinformada em sem consciência ambiental continua a lançar lixo e esgoto as já poluídas águas de nossos rios, raro  os rios que ainda possuem trecho com fauna.
Para tentar conscientizar mais nossa população e mostrar a eles que existem sim rios em nossa cidade e que devemos lutar pela recuperação dos mesmos é que essa blog foi criado. Precisamos urgentemente impedir que se destruam totalmente  o que resta do nosso contato com a natureza e mata atlântica.


O sinal está vermelho para os Rios de Salvador!

6 comentários:

  1. Sou um defensor ferrenho do Meio Ambiete, mas também não sou contra o desenvolvimento, o que precisamos e concietizar a população, e nesse contexto cabe ao Estado assumir essa responsabilidade.No decorrer dos anos diversos rios vem sendo aterrados e considerados como valões de esgotos, ai é que se aproveitam os políticos inescrupulosos, para fazerem a política da boa vizinhaçao como fizeram com os barraqueiros do Imbui e jogaram a sugeira debaixo do tapete quando fizeram aquela obra, agraciando os barraqueiros assim como a obra da Vasco da Gama. Infelismente as nossas Leis Ambientais, são bonitas só no papel, pois o interesse econômico se sobrepõe ao coletivo, que o diga as lagoas que estão sendo aterradas ao longo da Avenida Paralela.

    Atenciosamente
    Sérgio Souza

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela iniciativa e pelo resultado. Apenas uma sugestão: solicitar que professores de língua portuguesa façam uma revisão para tornar o trabalho livre de "impurezas gramaticais", e qualificar, ainda mais, esta publicação. Mais uma vez, parabéns!!!

    ResponderExcluir
  3. MUITO BOM! PRECISO DE SEU CONTATO PRA PEGAR ALGUMAS INFORMAÇÕES SOBRE UM TRABALHO QUE ESTOU FAZENDO. add ligia_sumi@hotmail.com. PARABÉNS PELO TRABALHO!

    ResponderExcluir
  4. Olá Alexsandro, tudo bem?

    achei sua pesquisa muito legal e sinto o mesmo que você. Tenho há algum tempo me engajado em procurar material e ações sobre os rios de Salvador e São Paulo (onde eu morava antes). Estou muito interessada em trocar figurinha sobre o assunto, contate-me no email anabeatrizhenriques@gmail.com para conversarmos!

    ResponderExcluir
  5. parabéns pelo maravilhoso trabalho, os nossos rios precisam ser salvos!

    ResponderExcluir